Seguidores

outubro 14, 2012

surf, surfe ou tanto faz?

A. Começando por surf (estrangeirismo do inglês), podemos usar o termo (em itálico ou entre aspas) em Portugal. No Brasil, não é habitual escrever desta forma. A Academia Brasileira da Letras e a generalidade dos dicionários não registam a palavra, embora a tenha encontrado no Houaiss e no Michaelis.
B. Quanto à adaptação surfe, o seu uso está generalizado no Brasil. Sobre o uso em Portugal, numa resposta do Ciberdúvidas, em 2008, podemos ler: É o caso de surf, que não assume, entre os portugueses, a forma surfe, pois eles continuam a pronunciar a vogal u com o som [α], à inglesa.
Na data da resposta, para além do Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa, 2001), também o Grande Dicionário (Porto Editora, 2004) já registava surfe. Atualmente, o Vocabulário do Portal da Língua Portuguesa valida a escolha.

E como se pronuncia a adaptação?
No Brasil, sempre ouvi a pronúncia com a adaptação total às regras da língua portuguesa: “surfe”. Diz o Ciberdúvidas (2007): “As palavras surfe, surfista e surfar pronunciam-se no Brasil com o som -u.
Em Portugal é diferente. A pronúncia consagrada pela Academia das Ciências e pela Porto Editora é “sarf”, à inglesa.

 CONCLUSÕES:
Portugal (norma luso-afro-asiática)
surf e surfe
Notas: A pronúncia de surfe é “sarf”.
Brasil (norma brasileira)
surfe (e surf?)
Notas: A pronúncia de surfe é “surfe”.

Que todos possam surfar na crista da onda! Se o mar estiver flat*, melhores dias virão…
AP
*Termo já registado nos dicionários portugueses, com dois sentidos: 1. nome: “apartamento”; 2. adjetivo:  termo do surfe que designa “um mar sem ondas”. No Brasil, apenas o sentido 1. está registado nos dicionários. Pronúncia (em Portugal e no Brasil): “flét(e)”.
 




P.s.
Nova mensagem no http://acordo-ortografico.blogspot.pt:
pêra, pera ou tanto faz?

3 comentários:

  1. A letra "u" lê-se "a" em português? Inédito!
    O vocábulo referente a "surf" adaptada para português deveria ser "sarf" ou "sarfe" para podermos manter a fonética da palavra original inglesa. "surfe" "surfista" são brasileirismos que não respeitam a pronúncia da palavra que lhes deu origem.

    ResponderEliminar
  2. Caro anónimo, o seu "deveria" sustenta-se em que fontes? Quanto a "surfe" e "surfista" não são brasileirismos e estão registados no VOP do Portal da Língua Portuguesa.
    Cumprimentos.
    AP

    ResponderEliminar
  3. Porque é que não registaram também "footbol" (football) em vez de "futebol"??? Em "futebol" a fonética mantém-se e a escrita acompanha a mesma. Assim, parece-me correcto. Aplicando a mesma lógica para o modalidade desportiva SURF voltamos ao que já foi referido anteriormente. Em que fontes se sustenta? Nas fontes do bom senso e da lógica. E já agora, pelo respeito pela língua original da palavra (Inglês).
    Cumprimento
    Eurico B

    ResponderEliminar