Seguidores

maio 23, 2013

.SOS Língua Portuguesa: Kit de Sobrevivência!

Imagem encontrada AQUI.
 
Para a mensagem de hoje, vou dar corpo ao desafio feito por um amigo: “Ó António, não podes fazer um guia que me ajude a ultrapassar rapidamente as dúvidas e dificuldades quando tenho de escrever?”
Este é um daqueles pedidos a que dificilmente conseguirei responder de forma satisfatória. Ainda assim, passo a apresentar algumas ideias que poderão alimentar a autonomia do escritor que há em cada um de nós.

Ter um corretor atualizado instalado no computador. Corrige automaticamente alguns erros de ortografia e assinala outros (também nas concordâncias), dando-nos a oportunidade de introduzir as correções necessárias.
Ter nos favoritos os endereços de instrumentos de consulta disponíveis online. Rápidos e eficazes, muitos destes recursos são gratuitos.
a)    Os dicionários de língua portuguesa mostram a ortografia das palavras e permitem conhecer os diferentes sentidos que elas podem ter;
b)   Com os dicionários de verbos, pode verificar se está a usar adequadamente os diferentes tempos e modos: presente, futuro, pretérito, imperativo, etc.;
c)    Os vocabulários não têm definições, mas são úteis por nos darem as grafias validadas para cada um dos países (ficamos a saber, por exemplo, que “coerdeiro” é a nova grafia para o Brasil, mas não para Portugal, onde se mantém “co-herdeiro”) e apresentarem as flexões em género e em número.

A.   A minha seleção de recursos gratuitos (links diretos)
PORTUGAL
BRASIL
Dicionários de língua:
1. Infopédia:
2. Priberam:
1. Aulete:
2. Houaiss:
Dicionários de verbos:
Infopédia:
Só Português:
Conversores para o Novo Acordo Ortográfico:
Portal da Língua Portuguesa:
Portal do Governo Brasileiro:
Vocabulários:
Portal da Língua Portuguesa:
Academia Brasileira de Letras:

B.   Esclarecimento de dúvidas
Há quem diga que, com Gutenberg (que, no século XV, revolucionou o mundo da imprensa com o seu tipo móvel), a internet foi a invenção que mais democratizou o acesso à informação.
Esta espécie de “enciclopédia do povo” pode ajudar a esclarecer dúvidas, embora requeira precauções, como veremos mais adiante.

1.   Alguns endereços interessantes:
·          http://ciberduvidas.pt
Põe ao dispor do cibernauta um vasto e útil conjunto de perguntas e respostas. Também pode (esteja em Portugal ou no Brasil) apresentar as suas dúvidas num formulário disponibilizado para o efeito.
·         É possível também apresentar dúvidas ao Portal da Língua Portuguesa e à Academia Brasileira de Letras.
Para os falantes brasileiros, o professor Cláudio Moreno apresenta assuntos interessantes relacionados com dúvidas gerais que surgem no uso da língua.

2.   Pesquisa livre
Quando não tiver um endereço específico para explorar, faça a sua própria pesquisa. Entre no Google e lance a sua dúvida de uma forma sucinta, objetiva e clara. Uma boa estratégia é fazer uma pergunta. Por exemplo: “Catorze ou Quatorze?” (O uso de aspas concentra o motor de busca naquilo que quer saber)
Obterá milhares de resultados, pelo que terá de ter cuidado na escolha.
Sítios e blogues disponibilizados por instituições oficiais (ministério da educação, universidades, institutos, etc.) dão mais garantias. No caso de fontes de autores individuais mais ou menos desconhecidos, verifique se há fundamentação com fontes de referência ou se a formação dos autores inspira um mínimo de confiança (professores, linguistas, filólogos…).

 
Boa escrita pra todos!

Abraços.
António Pereira

 


5 comentários:

  1. Olá Antonio!
    Que boas dicas para não cometermos erros clássicos com a nossa língua!
    Escrever bem é muito importante e equívocos de ortografia e concordância podem ser fatais nos textos!
    Temos que ter muito cuidado com a escrita e quanto mais recursos e pesquisas tivermos à mão, será melhor!
    Obrigada pelas informações!
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Adriana!
      Abraços também para si.
      AP

      Eliminar
  2. (Caro António Pereira, «além de rápidos e eficazes», etc. -Boas tardes. - Mont.)

    ResponderEliminar
  3. Desejo saber qual frase esta correta : Viagem à Recife ou Viagem para Recife .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite!
      Respondendo à sua pergunta:
      Com viagem usa-se mais frequentemente a preposição A. Com viajar, devemos usar PARA.
      No entanto, só há crase (pronúncia contraída de dois fonemas iguais, neste caso a + a), quando o nome da localidade costuma ser precedida do artigo a. Exemplo: a Bahia. Assim, devemos escrever “Viagem à Bahia”.
      Recife é um caso diferente, pois não há artigo antes. Assim sendo, o correto é: “Viagem a Recife”.
      Cumprimentos.
      AP

      Eliminar