Seguidores

maio 15, 2013

.Qual a origem da palavra saudade?

A imagem veio dAQUI.

O tempo não para! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...
Mário Quintana
A. Origem da palavra e comparação com outras línguas
Há quem defenda que a nossa saudade vem do árabe saudah (como o brasileiro José Antônio Tobias e o português António Borges de Castro) e quem entenda, como a eminente filóloga portuguesa Carolina Michaelis de Vasconcellos, que a origem da palavra está no latim.
Os consultores do Ciberdúvidas seguem a perspetiva de Carolina Michaelis, o mesmo acontecendo com José Pedro Machado. Podemos ler, no seu Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa que a saudade vem do latim solitate, “isolamento, solidão”, através das formas soidade e suidade (séc. XIII - D. Dinis), soedade (séc. XV – Alfonso Alvares), suydades (séc. XVI - Gil Vicente), até à saudade na atualidade.
Curioso é que solitate significa, na origem, solidão. Enquanto nas outras línguas românicas esse sentido foi mantido (é o caso do castelhano soledad, do italiano solitudine e do francês solitude), em português e no galego (soidade), alterou-se substancialmente.
Segundo  F. V. Peixoto da Fonseca (Ciberdúvidas), “Um caso particular é o do romeno dor (que não tem nada com a nossa dor, que nesta língua se diz durere), termo que significa exactamente o mesmo que a nossa saudade, com todas as suas implicações e matizes.”
Quanto ao caráter único da palavra saudade e da impossibilidade de a traduzir em qualquer outra língua, transcrevo um excerto da obra A Saudade Brasileira, de Osvaldo Orico (1948):
“Nenhuma palavra traduz satisfatoriamente o amálgama de sentimentos que é a saudade. Seria preciso nos outros países a elaboração de um conceito que também amalgamasse um mundo de sentimentos em apenas um termo.”


Recapitulando:
A palavra saudade vem do latim solitate. Do sentido original (solidão) evoluiu para o que conhecemos hoje: “sentimento melancólico causado pela ausência ou pelo desaparecimento de pessoas ou coisas a que se estava afetivamente muito ligado, pelo afastamento de um lugar ou de uma época, ou pela privação de experiências agradáveis vividas anteriormente” (Infopédia)
Nota: Quando usada no plural, a palavra significa "cumprimentos a uma pessoa ausente; lembranças".

B. Para celebrar
O “Dia da Saudade” celebra-se no Brasil no dia 30 de janeiro.

C. Para sorrir
Qual o cúmulo da bondade?
É roubar uma galinha e levar os pintinhos para eles não sentirem saudade

D. Para sentir

                   SAUDADE
na solidão na penumbra do amanhecer.
Via você na noite, nas estrelas, nos planetas,
nos mares, no brilho do sol e no anoitecer.

Via você no ontem , no hoje, no amanhã...
Mas não via você no momento.

Que saudade...
                                                 Mário Quintana


 Além das fontes referidas no artigo, acrescento estas:


Abraço.
AP

12 comentários:

  1. Obrigado, Luzia!
    Abraço desde Lisboa.
    António Pereira

    ResponderEliminar
  2. Gostei da definição de saudade.Imaginava algo a ver com solidão...Kisses.

    ResponderEliminar
  3. Muito bom!
    Foi de grande ajuda ;)

    ResponderEliminar
  4. A saudade poeticamente analisada. Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. Olá, só para esclarecer algo a respeito da tradução... é possível traduzir a palavra "saudade" para o idioma Gaélico, língua da Irlanda. Aqui o link: http://www.smith.edu/kahninstitute/shortterm_projects_hiraeth.php é bem interessante, lendo artigos da Irlanda vi que até eles acreditam que não existe outra língua que possa traduzir a palavra "hiraeth" que em português é "saudade" e vocês brasileiros acreditam o mesmo da palavra "saudade" eu sou mexicano e gosto muito de aprender idiomas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Amigo.
      Agradeço o comentário que vem enriquecer o artigo do blogue.
      Só um pormenor: sou compatriota do Cristiano Ronaldo (logo, português) e vivo perto de Lisboa.
      Abraço.
      António Pereira

      Eliminar
  6. Caro Antônio Pereira, agradeço as explicações sobre a origem da palavra "saudade". Muito me ajudou. Apenas para saudá-lo também por ser do Azeitão, lugar que este brasileiro conhece bem com seus queijos, e vinhos fantásticos. Sempre que vou a Portugal, não deixo de passar no Azeitão. Abraços, Claudio Simões

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cláudio!
      Ainda bem que apreciou o artigo sobre a saudade. Pelo que me diz, é um dos sortudos que conhece as delícias de Azeitão. Além dos vinhos e queijos, temos também as irresistíveis "tortas de Azeitão" que casam maravilhosamente com um cálice de vinho moscatel, dito de Setúbal, mas criado em... Azeitão.
      Quando voltar a este local de encantos, avise. Se estiver por cá, terei todo o gosto em presenteá-lo com uma das minhas compotas de frutos bio colhidos no meu quintal.
      Abraço.
      António Pereira

      Eliminar