Seguidores

fevereiro 02, 2013

.amém, ámen ou âmen?

O amém em hebraico veio dAQUI.
 
Se em Portugal as fontes coincidem nas formas apresentadas, no Brasil, há, como vamos ver, grande variação.
A. Portugal
As fontes consultadas remetem unanimemente para duas grafias: amém e ámen. O dicionário da Priberam acrescenta a versão âmen, associando-a ao Brasil.
B. Brasil
1. A única grafia consensual é amém.
2. Encontramos amen no Aulete e âmen no Houaiss.
3. O VOLP da Academia Brasileira de Letras (tal como o Michaelis) tem um único verbete: amém.
CONCLUSÕES:
Portugal (norma luso-afro-asiática)
 
amém e ámen
Brasil (norma brasileira)
 
amém e, provavelmente, âmen
Quanto aos plurais das diferentes grafias:
.amém à améns      .ámen  à ámenes      .âmen  à amens
Abraço.
AP

12 comentários:

  1. Que estranho.... "ÂMEM". Nunca vi ninguém aqui no Brasil pronunciando dessa forma. Alguns dicionários, às vezes, comentem cada erro.... Amém é a forma mais usada.

    Abraços, professor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      É âmen e não âmem. Está no Houaiss: "ámen - Cada um dos sentidos de uma palavra n advérbio interjeição substantivo masculino m.q. amém"
      Abraço.
      AP

      Eliminar
  2. amem em portugues(brasil) e amen ingles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em português, tanto em Portugal como no Brasil: amém e não amem.

      Eliminar
    2. Tanto no português (independentemente de ser a versão meridional ou brasileira) como no inglês, trata-se de uma aproximação fonética de uma palavra que vem de uma língua mais antiga do que o Português ou mesmo o Inglês (incluindo "Old English").

      "Amem" seria relativo ao verbo "amar".

      Eliminar
  3. Obrigado por partilhar conhecimento! O estudo de nossa gramática é enriquecedor, belo e difícil também hehehe

    Abraços,

    Henrique

    ResponderEliminar
  4. Lamento Sr Professor, mas AMEN é uma palavra que se originou no aramaico, tem um significado sagrado, pois é uma evocação de Deus. Esta palavra é pronunciada AMEN (entonação no A) e escrita desta forma em todo o mundo, mas os "especialistas" da língua portuguesa se sentiram no direito de adaptar um chamamento divino conforme regras que se aplicam a palavras ordinárias. Desculpe,não se deve misturar o sagrado com as letras. Depois que aprendi a correto, continuarei a falar e escrever Amen, como se faz em todos os países do mundo, exceto Brasil e Portugal.

    Grata

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do ponto de vista linguístico, a norma é aquela que referi no artigo do blogue.
      O sagrado transmite-se pela palavra falada e escrita. Adaptar uma palavra, mesmo do domínio sagrado, não é um ato de menos respeito. O respeito e a devoção estão no coração e nas práticas de cada um. ANJO também é uma adaptação do grego “ággelos” (pelo latim eclesiástico angĕlu) e CRISTO vem do grego Khristós (pelo latim Christu).
      Disponha sempre e bom ano 2016!
      António Pereira

      Eliminar
  5. A leitura da grafia hebraica é "amen", com "n" ao final

    ResponderEliminar
  6. Concordo com quem citou o Hebraico como a origem etimológica da palavra amém. Se seguíssemos a grafia original, a grafaríamos terminando com n e, não com mais, porque ela termina com a letra nun sofit, cujo fonema corresponde ao do n e, não com a letra mem sofit, que equivale ao do m do português. Mas, são os gramáticos quem "decidem"...

    ResponderEliminar