Seguidores

fevereiro 14, 2013

.soutien, sutiã, ampara-seios ou mamilar?

Era assim em 1913...  Fonte: AQUI.

Temos hoje um assunto “mamilar” muito interessante.
Embora a ideia tenha sido da francesa Herminie Cadolle (em 1889), com o nome “bien-être”, a patente da mais conhecida peça de roupa interior feminina foi registada, há quase 100 anos, em 1914, pela norte-americana Mary Phelps. Sem grande sucesso, acrescente-se.
Com as invenções, surgem as palavras. Assim, "soutien-gorge" entra no dicionário Larousse no início do século XIX, em 1904.
Ao longo dos tempos, foram várias as propostas para substituir, na língua portuguesa, o estrangeirismo encurtado “soutien”: o ternurento “ampara-seios”, o estranho “estrófio” e o divertido “mamilar”. Consultando a edição de 1913 do Novo Dicionário de Língua Portuguesa, de Cândido de Figueiredo) a única palavra registada é… mamilar. Definição: “Espartilho, faixa, ou lenço, com que as mulheres velam o peito. (Lat. mamillare)”.
Nenhuma das propostas vingou e o “soutien” sobreviveu no uso e nos dicionários.
A partir do estrangeirismo, surgiu o aportuguesamento sutiã. Não consegui descobrir em que data surgiu a adaptação, mas parece-me que terá sido o Brasil a introduzi-la.

CONCLUSÕES:
Portugal (norma luso-afro-asiática)
sutiã (forma preferencial) ou soutien (em itálico ou entre aspas)
Brasil (norma brasileira)
apenas sutiã

Abraço.
AP


6 comentários:

  1. «Mamilar» é bom. Só tem uma pecha: não veio do lugar do costume: Paris.
    Fatal.
    - Mont.

    ResponderEliminar
  2. Só para os bons. Diz que há cada vez mais nalta que os tem trocado por superfícies mais lisas. E realmente vê-se...
    Enfim, outras modernices.
    - Mont.

    ResponderEliminar
  3. Mas, torando a tema tão mimoso,acrescente-se, já tarde, que, se os comerciantes fossem menos desportugueses, bem se podia ter evitado o galicismo com uma palavrinha lusa até parecida, tanto no sentido como na forma: «sustém«.
    «Traz um lindo sustém! Esse sustém favorece-a. A loja Mulher da Moda vende lindos susténs.»
    *
    Padecia de um defeito original: vinha da prata da casa.
    Etc.
    - Mont.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A proposta presta-se a rimas interessantes: "Tem, tem... um lindo sustém, o meu amor, pois tem!" ;)

      Eliminar