Seguidores

setembro 10, 2013

.Qual a origem da palavra AZEITE?

Imagem encontrada AQUI.
RESPOSTA:
No caso de hoje, não há polémica nem dúvidas:
                                                           A palavra azeite vem do árabe az-zait (“azeite, óleo, essência”).
Deixo algumas informações interessantes sobre esta maravilhosa gordura:
A. História e Origem do Azeite 
O uso do azeite é milenar, entretanto não se sabe com exatidão a sua origem. Ao lado da Videira, a Oliveira foi uma das primeiras arvores a ser cultivada há mais de 5.000 anos no Mediterrâneo Oriental e Ásia Menor. (…) Os fenícios, sírios e armênios foram os primeiros povos a consumi-lo, cabendo aos gregos e romanos levá-lo para a Europa e o Ocidente, permanecendo por séculos restrito aos povos do mediterrâneo. No século XVI os espanhóis introduziram o azeite no Peru, Chile e México e no século XVIII nos EUA.
Sua importância, ao longo dos tempos, resultou das múltiplas utilizações que lhe foram dadas na alimentação, medicina, higiene e beleza.
Os Mesopotâmicos untavam o corpo para se proteger do frio há mais de 5000 anos. A primeira classificação formal data do séc. VII AC e era utilizado para o alívio da dor e cura de feridas, sendo muito utilizado nas guerras. Durante o Império Romano foi muito usado para amaciar a pele e os cabelos. Foi ainda combustível para iluminação, lubrificante para as ferramentas e alfaias agrícolas, impermeabilizante para fibras têxteis e elemento essencial em ritos religiosos. Porém o grande destaque da utilização do azeite, além da alimentação, foi na medicina. Na Grécia antiga, atletas já utilizavam o azeite como base para melhorar sua performance. Na época dos grandes descobrimentos, por volta do século XVI, o azeite era obrigatório nos navios, utilizado como base para o preparo de diversos medicamentos. Atualmente, diversas pesquisas comprovam os grandes benefícios que o azeite de oliva pode oferecer à saúde.
B. Produtores mundiais
A produção de azeite a nível mundial está limitada, por questões edafo-climáticas, a duas zonas do globo que se situam entre os paralelos 30 e 45 dos hemisférios norte e sul.
Atualmente, cerca de 95% da superfície oleícola mundial está concentrada na Bacia Mediterrânica, sendo que os países produtores da União Europeia (Espanha, Itália, França, Grécia e Portugal) são responsáveis por 73% da produção a nível mundial.
Os outros principais países produtores são a Tunísia (7,7%), a Turquia (4,4%) , a Síria (3,8%), Marrocos (2,5%) e a Argélia (1,4%).
Abraço a todos!
AP


Sem comentários:

Enviar um comentário