Seguidores

março 03, 2013

.onde ou aonde?

Imagem encontrada AQUI.

Numa resposta dada no Ciberdúvidas, Edite Prada diz (AQUI) que o advérbio aonde é cada vez menos utilizado, havendo quem o considere um regionalismo ou mesmo um arcaísmo.
Ainda que não haja consenso em relação ao assunto, apresento a explicação/distinção a que sempre recorri nas minhas aulas.


A. Onde = Em que lugar:
Mais estático, surge associado sobretudo aos verbos ser, estar e ficar:
Onde está o trabalho? / Onde fica essa rua? / Onde é o concerto?

B. Aonde = A que/Para que lugar:
Mais dinâmico (com mais movimento), costuma anteceder verbos como ir, chegar ou levar:
Aonde me levas? / Aonde vamos almoçar? / Quero ver aonde chega a tua falta de vergonha! 
Mas…
1. Há uma tendência acentuada para a utilização de onde em todas as situações, mesmo aquelas em que seria suposto empregar aonde.
2. Muito importante: se é relativamente comum empregar onde em vez de aonde, o contrário é incorreto. Exemplos:
a) Dizer “Onde vamos almoçar?” em vez “Aonde vamos almoçar?” é aceitável;
b) Já substituir “Onde é o concerto?” por “Aonde é o concerto?”… NUNCA!
Dica: Não se comprometa e, na dúvida, opte sempre por ONDE.

Com a devida vénia e o merecido destaque, aqui vos deixo uma fonte com uma boa explicação: http://www.algodres.com/02/02.1.2.11.htm
Aonde quer que vão ou onde quer que fiquem, que o resto de domingo seja bom!
Abraço.
AP


Nota complementar:
O leitor Montexto chamou a atenção, na caixa de comentários, para a grafia adonde. Para a generalidade dos dicionários (em Portugal e no Brasil), esta é uma forma própria da linguagem popular e informal, sinónima de onde e aonde.
Adonde emprega-se (apenas no Brasil) também “para denotar incredulidade ou contestação em relação ao que foi dito anteriormente: Você parar em casa? Adonde! Só se estiver doente...” (Dicionário Aulete).

9 comentários:

  1. Boa dica,professor.Goste. Sempre quando tenho de dizer onde ou aonde, paro pra pensar se estou fazendo correto. kkk. Acabo sempre ficando na dúvida,mas agora ficou mais fácil.

    Obrigado. :)

    ResponderEliminar
  2. As Ciberdúvidas são loucas. Tresleram.
    Os factos da língua justificam qualquer uso de «onde» e «aonde» e até «adonde», se bem que talvez seja conveniente fazer a distinção que o caro António Pereira expõe.
    *
    E mais uma, rastreada ou proposta por Vasco Botelho de Amaral: «adonde», para os casos de referir o acto de ir para o lugar de onde outro vem: ex: - Aonde vaos? - Vou adonde tu vens.
    - Montexto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por lembrar o "adonde". Introduzi uma "Nota complementar" no final da mensagem.
      AP

      Eliminar
  3. Boa Noite!
    Faço parte dos Educadores Multiplicadores e passei aqui para conhecer o seu Blog e achei tudo muito interessante. Parabéns!
    Estou te seguindo. Aguardo a sua visita. Abraços
    http://professoracleides.blogspot.com.br/
    http://cleidespedagoga.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, Cleides!
      Obrigado pela visita. Já sou seguidor dos blogues na área da educação e também do "Cantinho das Plantas".
      Abraço luso.
      António Pereira

      Eliminar
  4. Continuo a apreciar estas singularidades da nossa língua.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  5. «Tornando adonde deixámos as aventureiras, digo que entraram pela sala rebuçadas, e», etc.
    Tomé Pinheiro da Veiga, «Fastigimia», INCM, 1988, 142.
    - Mont.

    ResponderEliminar