Seguidores

março 16, 2013

.graffiti, grafite ou grafito?

Imagem encontrada AQUI.

Dadas as ramificações que advêm do dilema de hoje, vamos ao que regista cada uma das fontes consultadas.

PORTUGAL:
1. Dicionário Verbo: graffiti e grafito.
2. Grande Dicionário da Porto Editora: grafiti e grafito.
3. Dicionário da Academia das Ciências: grafito.
4. Priberam (dicionário online): graffiti, grafíti e grafito.
5. Portal da Língua Portuguesa: graffiti, grafiti, grafito.
6. Ciberdúvidas: graffiti e grafito.
BRASIL:
1. Dicionário Aulete (online): grafito e grafite.
2. Dicionário Aurélio (online): grafito e grafite.
3. Academia Brasileira de Letras: grafito e grafite. Em relação a grafite, como não há definição, não tenho a certeza de se tratar de um equivalente do italiano graffito.
Esclarecidos? Eu também não!
Com algum esforço, deixo-vos uma sugestão de interpretação nesta floresta de perspetivas (obviamente discutível…).


PORTUGAL:
1.
a) Podemos usar o estrangeirismo graffiti (em itálico ou entre aspas) ou as variantes adaptadas ao português grafiti e grafito (termo pouco utilizado mas existente nos dicionários portugueses desde o século XIX);
b) Do lado de cá do Atlântico, o recurso a grafite não é admissível, uma vez que a palavra designa apenas o mineral em geral ou usado no fabrico de lápis;
2. Quanto ao singular/plural, outro bico de obra!
a) Para o Portal, enquanto graffiti é simultaneamente singular e plural, grafitografitos;
b) O blogue http://linguamodadoisec.blogspot.pt (que já aqui referi) considera
que, embora “incorreto” numa perspetiva mais purista, o recurso, mais ou menos comum, ao plural graffitis não trará grande mal ao mundo da língua portuguesa. Estou de acordo com esta opinião;
c) Enquanto a Priberam considera que a versão grati é uma palavra grave (paroxítona) e a acentua e o Portal a apresenta como aguda (oxítona), a Porto Editora apresenta as duas grafias: grati e grafiti.
d) Em italiano, graffiti é o plural de graffito.


BRASIL:
1. O panorama é bem mais claro e organizado, dada a coincidência das fontes: o uso do estrangeirismo não está previsto, restando ao utente da língua o recurso a grafito(s) ou grafite(s).
2. No Brasil, grafite também designa o mineral (tal como grafita, que não usamos no português europeu).


NOTA FINAL:
O grafito define, como sabemos, um “Desenho, inscrição, assinatura ou afim, feito com tinta, geralmente de spray, feito em muros, paredes e outras superfícies urbanas.”, mas também designa “Inscrição ou desenho feito em paredes e monumentos antigos; gravação existente num moral antigo, feita com a ponta de um estilete. São famosos os grafitos de Pompeia e Herculano.” (Dicionário da Academia das Ciências)


Uf! Tá concluído este post!
Bom fim de semana.
AP

3 comentários:

  1. Grafito, e não se lhe dêem mais voltas.
    - Mont.

    ResponderEliminar
  2. Dito por uma pessoa na área escreve-se graffiti, visto que a proveniência é norte-americana.

    Levantar os termos de grafito ou grafiti são agressões para quem faz esta forma de arte, não tem qualquer ligação às inscrições originárias do Império Romano (Wikipédia). Graffiti não é só letras ou riscos, é um movimento artístico, dentro da cultura do Hip-Hop.

    Podemos variar esta forma em número, nomeadamente graffitis. Quanto à pessoa que faz graffiti, portanto graffiter ou mais corretamente, writer.

    Bom trabalho pela investigação e muito obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Zela.
      A questão é complicada. O critério que sigo no blogue é apresentar fontes fidedignas e oficiais (como os vocabulários de Portugal e Brasil) e tirar as conclusões possíveis (sempre com alguma margem de risco).
      Agradeço a participação. Complementa a mensagem com uma perspetiva diferente e mais específica.
      Abraço.
      AP

      Eliminar